Notice: Undefined variable: base in /var/abrasel.com.br/revista/site/templates/head.inc on line 54

Entre trancos e barrancos, dona Rosana conseguiu vencer seus obstáculos e com dedicação encantou os paladares do Macapá

“É importante ter fé e não desistir dos seus sonhos”. Essas palavras foram ditas por Rosana Souza, apelidada carinhosamente de Dona Rosana, proprietária e chef de cozinha do restaurante Encanto Amapaense. Hoje, o seu estabelecimento funciona a todo vapor onde sempre sonhou, na orla do Rio Amazonas em Macapá- Ap. Mas poucos sabem as turbulências vivenciadas por ela, seu marido e seus filhos para conseguir ter o seu restaurante de sucesso. Sua vida sempre girou em torno de um restaurante.

Antes de se tornar chef, Dona Rosana começou como auxiliar de cozinha e durante os seus anos de experiências, cozinhou para grandes restaurantes de Macapá. “Conheci meu marido em uma cozinha, a nossa história começa aí! De namorados fomos para noivos e por fim casamos. Então o sonho de ter um restaurante sempre esteve presente na minha vida é algo que sempre tive dentro do meu coração, ” relata.

Essa vontade de ter algo próprio iniciou-se em 2015, quando a chef de cozinha e seu marido empreenderam em um restaurante popular no centro da cidade, o valor do prato variava entre 10 a 12 reais. Porém, tudo começou a desandar quando o carro do casal foi roubado. “Tivemos que fechar o restaurante depois desse acontecimento. Isso foi o fim para mim, ficamos no zero, passamos fome. Mas isso não me fez perder a fé em Deus, então sabia que um dia teria o meu restaurante de volta”, ressaltou.

A corrida por um sonho

Ao perder seu restaurante, Dona Rosana precisou se recolocar no mercado de trabalho, assim como o seu marido. Esse empecilho atrasou por quatro longos anos a realização de um sonho, mas como a esperança é a última que morre, em 2019 um amigo do casal resolveu tomar a frente e investir em um estabelecimento para os dois. Então, em meados daquele
ano foi criado o Encanto Amapaense.

Este ato foi o marco da realização do propósito de dona Rosana, era o momento de vangloriar a conquista e colocar o restaurante para funcionar. Mas os dias passaram e as expectativas de ter um estabelecimento de sucesso foi sumindo. “Era desafiador, tinha dia que não entrava ninguém e eu chorava, não conseguia entender, pois vinha de uma história de nome, de grandes restaurantes como chef de cozinha e meu restaurante não dava nada, isso era frustrante demais", desabafa.

Dona Rosana tentou contornar a situação vagarosamente, mas infelizmente em março de 2020 a pandemia do coronavírus afetou o seu restaurante como milhares de estabelecimentos durante esse período. “Já estava difícil ter cliente no presencial, imagina no delivery, era uma vez ou outra que alguém ligava para fazer um pedido, foi um momento muito difícil, ” comenta.

O festival do sucesso

O cansaço e a pandemia, não atrapalharam o sonho que agora se tornava também da família. Em junho daquele ano, Daniel, filho de Rosana, que trabalhava como garçom no restaurante, ficou sabendo sobre as inscrições do festival Brasil Sabor realizado pela Abrasel. “Ele chegou em casa doido para inscrever a gente, eu fiquei com dúvida se valia a pena ou não. Mas meu marido me incentivou, e por sorte eu tinha o valor exato na conta para pagar a inscrição. Digo que foi Deus!", comenta dona Rosana.

O festival Brasil Sabor ganhou uma edição especial em 2020. A programação gastronômica aconteceu via delivery, em que foi criado um aplicativo exclusivo para a festividade, o Brasil Sabor Delivery.

De acordo com Sandro Bello, conselheiro da Abrasel no Amapá, o aplicativo foi criado com intuito de ajudar os restaurantes participantes, sendo totalmente gratuito e sem cobrança de taxa. O prato precisava ser inédito e apresentar um valor único de 20 reais. “Na época foi cobrado um valor simbólico nas inscrições do festival. Ficamos responsáveis por oferecer o que era necessário, como marketing e os protocolos.

Agora, sobre as fotos de divulgação, cada restaurante teve que elaborar o seu devido à impossibilidade do contato presencial”, ressalta o conselheiro. Foi Sandro que orientou Daniel a participar do evento. “O restaurante dele ainda não era associado à Abrasel por ter começado há pouco tempo, ele me procurou e então dei todas as informações necessárias para participar. Ele foi muito atencioso com o processo de capacitação oferecido. Então, Daniel trabalhou um prato de conforme a filosofia do seu estabelecimento, fez um bom marketing e adquiriu excelentes fotos, ” explica Sandro.

O prato realizador de sonhos

O desempenho e dedicação de Daniel foram cruciais para que o prato criado por sua mãe fosse consumido por inúmeros paladares amapaenses em menos de 15 dias de festival. “Tinha dias que precisávamos de mais de sete entregadores, porque senão o pedido não chegava ou chegava atrasado. A demanda foi tanta que levou a minha criação a ser o prato mais requisitado, vendido daquele ano”, destaca Rosana.

Mas afinal, que prato é esse que mudou a vida de dona Rosana e de sua família? Essa transformação só foi possível graças a ilustre iguaria feita pela cozinheira: o "Mistura Tucuju", uma combinação dos encantos gastronômicos do Amapá. Tudo começou quando um casal de amigos foi até o restaurante da família e pediu para dona Rosana elaborar um prato que misturasse peixe, caranguejo e camarão. “Eles me pediram para fazer essa mistura e ainda queria sem molho. Foi o desafio que junto com o festival mudou a minha vida”.

Segundo a Abrasel no Amapá, o prato "Mistura Tucuju", feito à base de filhote, regado com massa de caranguejo ao leite da castanha e camarão rosa empanado, foi o mais requisitado do festival Brasil Sabor, edição especial delivery, com 487 pedidos registrados no aplicativo do evento. O caminho percorrido pela chef de cozinha foi traçado por grandes dificuldades. Mas a devoção pelo seu sonho só a motivou a correr atrás do que se via impossível durante a pandemia.

Encanto Amapaense

O que começou com apenas três funcionários, hoje tem mais de 22 pessoas que contribuem para que todos os clientes sejam atendidos ‘com muito amor e dedicação’. Depois do festival Brasil Sabor, o faturamento do Encanto Amapaense duplicou. E o que parecia ser impossível de um estabelecimento se reerguer na pandemia em que várias portas se fechavam, se tornou a realização do sonho de Dona Rosana.

“A minha dica é nunca desistir dos seus sonhos. Em nenhum momento deixe de achar que você não é capaz porque você é! Todos nós somos capazes de vencer e de ter sucesso na vida. Só não pode desistir! ”, acredita dona Rosana.

Comentários