abrasel

Nos últimos 30 dias, os indicadores da pandemia do novo coronavírus pioraram em todo o País. Enquanto algumas pessoas falam sobre uma “segunda onda”, a exemplo do que está acontecendo em partes da Europa, a Abrasel não acredita que isso acontecerá no Brasil.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o presidente da entidade, Paulo Solmucci, saiu em defesa do setor de comércio e serviços. “Atribuir esses aumentos de casos a bares e restaurantes é ignorar um fato muito importante: tivemos eleições municipais. Essa foi a única e relevante modificação do cenário que vinhamos enfrentando”.

Para Solmucci, a piora nos indicadores é explicada pelas 500 mil candidaturas em todo o Brasil que foram para rua juntamente com suas equipes mobilizando mais de 5 milhões de pessoas no País. “Atribuir este problema ao comércio aberto é irresponsável com quem trabalha, com a economia além de um diagnóstico errado”, diz.

O presidente da Abrasel cobra transparência dos governantes e faz um apelo à população: “ao sair de casa para fazer comprar ou para ir à um bar ou restaurante, saia com atenção aos protocolos. Use máscara, mantenha o distanciamento e procure frequentar estabelecimentos que sejam tão cuidadosos quanto você. O respeito ao outro é tão importante quanto a si mesmo. E assim iremos pra frente”, finaliza Solmucci.

Comentários