Foto: Divulgação/Ministério do Turismo

A Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) estima que o share da alimentação fora do lar (food service) nas vendas da indústria de alimentos para o mercado interno alcance 28% (R$ 166,9 bilhões) em 2021, recuperando-se completamente em 2022.

A participação, que chegou a ser de 33% (R$ 184,7 bilhões) em 2019, antes da pandemia, caiu para 24% em 2020 (R$ 139,9 bilhões). Os 76% restantes foram direcionados ao varejo alimentício. Contribuiu para esse desempenho o fato de a pandemia ter provocado o encerramento das atividades de cerca de 30% dos empreendedores do food service, segundo estimativas de entidades ligadas ao setor.

A retomada do segmento, que registrou um ciclo de bons resultados nos últimos 10 anos antes da pandemia (crescimento médio de 11% ao ano), se baseia na queda dos índices de infecção e mortes por covid-19, no avanço do cronograma de vacinação, na flexibilização do funcionamento de bares e restaurantes, no enfraquecimento do home office, bem como no aumento da circulação das pessoas e, consequentemente, da alimentação fora do lar.

Comentários