abrasel

Anúncio foi feito nesta quarta-feira (18) durante Encontro Abrasel no Rio de Janeiro

Vencedores do O Quilo é Nosso com Antônio Aguiar (Tombé), da Sodexo. Foto: Danilo Viegas

É de Curitiba, no Paraná, o melhor restaurante a quilo do Brasil. O Tomilho Cozinha Cotidiana, do chef Daniel Massara, foi sagrado campeão da quarta edição do concurso O Quilo é Nosso, promovido pela Abrasel com apoio do Mundo Mesa e patrocínio da Sodexo. Com início no dia 20 de outubro, a quarta edição do concurso O Quilo é Nosso movimentou dezenas de restaurantes a quilo no Brasil em busca do título de melhor no que faz. O evento é uma iniciativa para valorizar o modelo de serviço, que além de ser uma invenção brasileira, é o sistema de atendimento mais comum no País, segundo pesquisa realizada pelo Sebrae. O anúncio dos campeões foi feito na quarta-feira (18), durante o início da reunião do Conselho Nacional da Abrasel.

O ano de 2020 foi excepcionalmente desafiador para quem empreende no setor de alimentação fora do lar, principalmente para os que apostam no modelo de comida a quilo. Para muitos desses estabelecimentos, dependendo da localidade, os reflexos da pandemia ainda influenciam não só no fluxo de clientes, mas também na operação do serviço, que conta com restrições, como a impossibilidade do autosserviço no buffet. Para alguns restaurantes, essa realidade foi fatal, outros, seguiram em direção à retomada e enxergaram no concurso uma oportunidade para atrair novamente os clientes e até mesmo de celebrar à volta às atividades.

Vencedores estaduais do O Quilo é Nosso 2020. Foto: Danilo Viegas



“Ficamos muito felizes em poder realizar o O Quilo é Nosso mesmo em um ano de tantas adversidades. O modelo a quilo possui poucas iniciativas de fomento e esse concurso certamente provou sua importância, mostrando que veio para ficar”, declara o presidente do Conselho de Administração da Abrasel, Paulo Nonaka.

O concurso é tradicionalmente realizado em três etapas, sendo voto popular em cada cidade; avaliação de júri local e avaliação do júri nacional, respectivamente. Esse ano, a grande final aconteceu no Rio de Janeiro, na terça-feira (17), na escola de gastronomia Le Cordon Bleu, com transmissão ao vivo pelo canal da Abrasel no Youtube. Por lá, os finalistas tiveram cerca de três horas para preparar o prato e, ao final, defenderam sua ideia juntos aos jurados, ressaltando os ingredientes e técnicas utilizadas.

Foram convidados para compor o júri técnico: Morena Leite, chef do restaurante Capim Santo; Antônio Aguiar (Tombé), diretor de Estabelecimentos da Sodexo; Nicolas Chovelón, chef professor da Le Cordon Bleu e Ricardo Castilho, diretor editorial e sócio da Prazeres da Mesa.

E foi o “dumpling de tilápia” a receita que conquistou os jurados, levando o título de melhor restaurante a quilo do País para o Tomilho Cozinha Contemporânea (PR). O prato é uma massa a base de farinha de trigo e tapioca, recheada com tilápia cozida em caldo de especiarias e gengibre, sendo indicado a comer com um molho shoyu levemente caramelizado com laranja. Uma combinação que deu água na boca em centenas de clientes que experimentaram a novidade nos dez primeiros dias de concurso, quando a classificação se deu pelo voto popular.

Receita campeã do Tomilho Cozinha Cotidiana, PR

“É com um enorme prazer que a gente recebe esse título, com a coroação de um trabalho de muitos meses. Vitória de um setor que passou por momentos difíceis e estamos muito felizes com o prêmio. Voltamos para o Paraná com a sensação de dever cumprido, alma lavada e prontos para os próximos desafios, anos e décadas”, comemora o chef e proprietário, Daniel Massara.

Em segundo lugar, ficou o restaurante de Manaus (AM), Lan Grill, com um medalhão de pirarucu recheado com farofa regional com castanha, tucumã, pupunha e banana pacovã ao creme de cupuaçu, do Chef Eraldo Bentes e em terceiro lugar, o Mayer Sabores do Brasil, de Brasília (DF), com o filé de atum selado na brasa acompanhado de purê de batata doce roxa orgânica, chips de banana da terra, alho confitado e molho de açaí com mirtilo, da chef Keli Mayer.

A Sodexo, empresa patrocinadora do concurso, reforça a importância do evento, não só para o setor mas para a população. “Apoiamos muito esse tipo de evento porque entendemos a importância desse segmento que alimenta grande parte da população. Apoiamos o retorno dessas atividades, obviamente com toda segurança que é prevista pela Organização Mundial da Saúde mas para nós é extremamente importante porque os consumidores portadores do cartão Sodexo são grandes clientes desse tipo de restaurante”, reforça Tombé.

E além de ser um propulsor da retomada, o concurso também mostrou mais uma vez o potencial de inovação da gastronomia para serviço a quilo. Os buffets são uma grande oportunidade de testar novas receitas com os clientes e ao criar um prato exclusivo para o concurso, os chefs participantes mostraram muito talento, na mistura de ingredientes e sabores de cada região. Fato reafirmado pelo depoimento de Ricardo Castilho, diretor editorial da revista Prazeres da Mesa, “O nível desse ano foi muito alto, foi muito apertado o resultado. O que eles mostraram nessa final é que o quilo pode sim ser criativo, que está se reiventando e vai longe. Fiquei muito satisfeito com os três pratos que provei”, confirma Ricardo Castilho, diretor editorial da revista Prazeres da Mesa.

Os três finalistas foram contemplados com premiações da Sodexo, Abrasel e Prazeres da Mesa, envolvendo valores em dinheiro no Sodexo Pass, assinatura da revista Prazeres da Mesa, kits, troféu e para o primeiro colocado também ingressos e hospedagem para a maior feira e evento de conhecimento do setor de alimentação fora do lar na América Latina, Fispal e Fórum Gestão à Mesa.

Ao todo, foram mais de 40 restaurantes participantes no evento, no Amazonas, Distrito Federal, Maranhão e Paraná. Os estabelecimentos e suas respectivas criações podem ser consultadas no site do concurso oquiloenosso.com.br


Serviço:
Concurso O Quilo é Nosso 2020
Realização: Abrasel e Prazeres da Mesa
Patrocínio: Sodexo
Apoio: Le Cordon Bleu

Comentários