abrasel

Casal de empreendedores usa a arte da fermentação para produzir alimentos mais saudáveis e acessíveis


Rafa Brito e Lud Espíndola falaram da experiência com a The Slow Bakery (RJ), no Congresso Abrasel | Mesa ao Vivo Brasília. Foto: Giovana, aluna de fotografia do IESB

Muitas das coisas só se concretizam quando menos se espera. Mas é aí que a mágica acontece. Um padeiro autodidata e uma roteirista por formação se juntaram, dentro e fora da cozinha, para criar a The Slow Bakery, no Rio de Janeiro.

A casa de pães surgiu há apenas quatro anos e vem, cada vez mais, conquistando seu espaço no disputado mercado carioca. Mas como? Imagine uma padaria que não abre aos finais de semana e que tem uma jornada de trabalho das 7h às 22h, onde todas as fornadas de pães são artesanais. Pronto, é dessa maneira que a The Slow Bakery vem ganhando espaço e se destacando no mercado. O crescimento em pouco tempo reflete um dos princípios da padaria: a inovação e a dedicação.

Ao abrir a padaria, Rafa Brito e Lud Espíndola, começaram pela venda dos produtos pela internet e tinham uma bancada de 2x3m, produzindo 80Kg de pães por mês, apenas os dois tocando todo o negócio.

Hoje são 18 pessoas envolvidas, 5 toneladas mensais de pão e um faturamento anual aproximado em R$ 3 milhões. “O que mais ouvimos foi: não vai dar certo, vocês não sabem fazer pão, carioca não compra pão artesanal”, disse Rafa ao contar o começo da empreitada.

Na palestra do primeiro dia do 31º Congresso da Abrasel, os dois empresários deixaram claro que nunca é tarde para começar. “A gente começou depois dos 40 anos, mas olhando para dentro para perceber o que era necessário. E descobrimos”, conta Ludmilla.

Na padaria, os pães são produzidos de forma artesanal para terem maior qualidade. Além disso, por ser feito em estrutura própria, a rentabilidade é alta e não interfere no preço final para o consumidor.

Ao final, Rafa e Lud explicaram os planos futuros para a The Slow Bakery. A ideia, agora, é expandir o galpão e construir uma escola de pães no local mostrando como é valiosa a produção artesanal desse alimento tão presente na mesa dos brasileiros.

Acompanhe as redes sociais da Abrasel com a #CongressoAbrasel e fique por dentro de todas as palestras. O 31º Congresso Abrasel é a uma realização da Abrasel em parceria com a revista Prazeres da Mesa e o Centro Universitário IESB. Os patrocinadores são: Alelo, Ambev, Banco do Brasil, Coca-Cola Brasil, Ecolab, Philip Morris Brasil, Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Sodexo, Souza Cruz, Stone e Ticket. A parceria é com a Unecs. Os parceiros de mídia são o jornal Correio Braziliense, e as revistas Prazeres da Mesa e Bares e Restaurantes. Os apoiadores são Camanor, CNC Sesc e Senac, Fispal Food Service, Secretaria de Turismo do Distrito Federal e Tres. O apoio institucional é do Sebrae.

Comentários