Iniciativa da Ambev possibilita que ao comprar produto, o consumidor leve água para quem mais precisa – mais de 26 mil pessoas já foram beneficiadas

Por Danilo Viegas

Lançada no segundo semestre de 2017, a AMA, água mineral produzida pela Ambev, tem na sustentabilidade o seu principal atrativo. O produto, que na língua Tupi significa chuva, não possui fins lucrativos; 100% dos lucros das vendas é revertido a projetos que proporcionam acesso à água potável a quem não tem. Em janeiro de 2019, o projeto atingiu o montante de R$ 3 milhões investidos. “Trata-se de um marco importante na história da AMA que, em pouco tempo de existência, já conseguiu ajudar muitas pessoas. É muito mais do que uma marca de água, é um negócio social – o primeiro de uma grande empresa no Brasil”, diz Filipe Barolo, gerente de sustentabilidade da Ambev.

Os números são impressionantes: todo o lucro foi investido em 28 projetos, nos nove estados que compõem a região do semiárido no Brasil: Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Foram cerca de 26 mil pessoas beneficiadas e o número deve chegar a 35 mil até abril deste ano, com as novas iniciativas que estão sendo implementadas.

Barolo explica que os projetos são pensados desde o princípio para proporcionar independência às comunidades, uma vez que os moradores recebem treinamento sobre como gerenciar e manter o sistema de distribuição de água. “Assim, garantimos a sustentabilidade do programa, além de empoderar as comunidades - que passam a ser responsáveis pelo seu próprio abastecimento e, dessa forma, utilizam a água com mais responsabilidade”.

Por ser um negócio social, o produto segue uma lógica diferente de um negócio tradicional: no caso de AMA, quanto mais investimento é feito em marketing, menos sobra para as comunidades que precisam de água. Por isso, a cervejaria limitou o recurso gasto com marketing: apenas 5% do custo do produto contempla ações de publicidade. Excluindo-se este custo, além daqueles que se tem com produção, distribuição e com impostos, tudo o que sobra é lucro. Nessa lógica, quanto mais lucro, mais dinheiro será revertido para projetos que levam água a comunidades rurais do semiárido brasileiro. Todo o cálculo e investimento têm auditoria e certificação garantidas feita pela KPMG, uma das maiores empresas do mundo nesse segmento.

Força da parceria

Essa conquista foi possível graças ao engajamento dos consumidores, funcionários da Cervejaria Ambev, comunidades, atores do terceiro setor e parceiros que se uniram em torno de um mesmo objetivo: levar água a quem precisa. “Esperamos que a marca continue engajando as pessoas e que esse número cresça ainda mais nos próximos meses e anos. Além disso, também esperamos influenciar o mercado como um todo a repensar a sustentabilidade para além de seus negócios. AMA é um projeto que conecta todos por uma causa maior e cria uma motivação enorme dentro da companhia”, ressalta Barolo, que mostra também a importância da parceria com a Abrasel. “A Abrasel é uma grande parceira da Cervejaria Ambev, garantindo a capilaridade e suporte para o atendimento aos pontos de venda do país. Por conta disso, conseguimos envolver toda a cadeia na entrega de um produto que faz o bem, que é um negócio social”.

Barolo adianta que em 2019, a Ambev continuará investindo para engajar cada vez mais pessoas na causa. “Só assim, com as vendas do produto aumentando, vamos poder apoiar ainda mais projetos que levem água potável a comunidades rurais no semiárido brasileiro. Além de iniciativas internas para reduzir o consumo de água, também contamos com uma ampla plataforma cujo objetivo é melhorar a distribuição e a qualidade da água no Brasil. Sabemos que, sozinhos, não vamos conseguir alterar o atual cenário hídrico do País e, por isso, contamos com a ajuda de diversos parceiros em cada um de nossos projetos”.

Foco em sustentabilidade extrapola o projeto

A água é um dos compromissos ambientais mais importantes da Ambev, afinal, trata-se da principal matéria-prima da cervejaria e representa mais de 90% do principal produto: a cerveja. Por isso, a empresa diz trabalhar há décadas para preservar o recurso e reduzir o índice de consumo de água nas cervejarias – que, nos últimos 15 anos, caiu 45%.
Além da AMA, dois bons exemplos de iniciativasnas quais a Ambev irá concentrar esforços este ano são o Projeto Bacias e a plataforma SAVEh. O primeiro é um programa de recuperação do solo e da mata ciliar no entorno de importantes bacias hidrográficas do País. Atualmente, a cervejaria tem parcerias com a WWF e a TNC (The Nature Conservancy) em Jaguariúna (SP), Jundiaí (SP), Guandu (RJ) e Sete Lagoas (MG) e, ainda para 2019, já possui planos de expandir para duas novas regiões.

Já o SAVEh (Sistema de Autoavaliação da Eficiência Hídrica) é uma plataforma gratuita de gestão hídrica, disponibilizado pela Cervejaria Ambev no site www.saveh.com.br. Nela, é reunido o conhecimento acumulado ao longo de mais de 15 anos, para que qualquer empresa possa tornar seu processo produtivo mais sustentável – basta acessar o sistema e realizar um auto diagnóstico, para então implementar um plano de ação específico às suas necessidades. Atualmente, a plataforma conta com cerca de 160 empresas cadastradas e, em 2019, o objetivo é engajar ainda mais – principalmente as indústrias, setor que concentra grande parte da demanda por água. Entre 2017 e 2018, as empresas cadastradas no programa apresentaram ganho médio de 18% em eficiência hídrica – sendo que uma delas obteve até 34% de economia em seu consumo de água.

A AMA pode ser encontrada em bares, restaurantes, lojas de conveniência e diversos outros pontos de venda nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Pernambuco e no Distrito Federal. Para saber mais, acesse: aguaama.com.br.

Reportagem original publicada na edição 126 da revista Bares & Restaurantes

Comentários