Notice: Undefined variable: base in /var/abrasel.com.br/revista/site/templates/head.inc on line 54

Confira como a implantar a prática e gerar mais economia e eficiência operacional para o seu estabelecimento

Saiba como ter maior velocidade nos pedidos, aumentar a autonomia do cliente, ter menos funcionários no caixa e otimizar a inclusão de venda sugestiva. Foto: Divulgação

Um restaurante pode melhorar muito seu atendimento e oferecer mais praticidade para os seus clientes ao disponibilizar soluções de autoatendimento. Além de oferecer um serviço mais moderno, elas trazem maior agilidade para garçons e atendentes, que passam atuar mais como consultores do que simplesmente anotadores de pedidos.

Além disso, até por conta da pandemia, a forma com que os consumidores enxergam o autoatendimento em restaurantes mudou. Tecnologias que permitem o self-service e o self-checkout são cada vez mais apreciadas e necessárias.

A Goomer, foodtech que oferece soluções digitais para o setor de foodservice, tem ajudado restaurantes a implantarem tecnologias que viabilizam a prática. Segundo Felipe Maia Lo Sardo, cofundador e CEO da startup, a automatização é uma forma de ampliar o modo de atender os consumidores. “Há uma gama de vantagens no autoatendimento, que implica no aumento do ticket médio, num atendimento mais personalizado e até uma maior confiança do cliente, que percebe a praticidade na utilização daquele serviço”, afirma.

Confira as quatro principais vantagens do autoatendimento

Maior velocidade nos pedidos - Ferramentas como self-service e plataformas de pedidos online ajudam os clientes a navegar pelos cardápios digitais dos restaurantes rapidamente. Esses pedidos são enviados diretamente ao PDV do estabelecimento no momento em que são finalizados e a cozinha começa a prepará-los imediatamente. “Tudo isso elimina uma etapa de interação extra (cliente com garçom) e permite uma velocidade maior na chegada do pedido na mesa”, diz Lo Sardo.

Autonomia do cliente - O cliente busca um atendimento de qualidade, entretanto isso não significa que ele deseja um garçom questionando se está tudo bem constantemente. Quando ele consegue fazer a escolha do seu pedido com calma e autonomia, a tendência é de criar uma confiança no restaurante.

Menos funcionários no caixa - Com uma solução em autoatendimento, os bares e restaurantes podem substituir muitos processos rotineiros que frustram funcionários e clientes. Um deles é o caixa, uma função que tem sua importância, mas que agrega pouco valor ao negócio e gera custos operacionais. Com essa solução, ainda é possível disponibilizar pontos de contato digital ao alcance do consumidor, para ajudá-lo de várias maneiras, desde pedidos até recomendações de produtos e checkout.

Inclusão de venda sugestiva - Muitas vezes o consumidor não pretende pedir um refrigerante ou sobremesa para acompanhar a refeição principal. No entanto, um cardápio digital pode influenciar essa escolha por meio de sugestões, mostrando como complementar o pedido pode ser mais vantajoso e saboroso.

“Algumas soluções tecnológicas de Inteligência Artificial (IA) e machine learning conseguem sugerir pedidos ao cliente que em muitos casos poderiam passar despercebidos por ele, mas o dispositivo sabe que são do seu gosto pelo registro de dados de outras compras”, finaliza Lo Sardo.

Comentários