Aumento das negociações nesse período exige organização das micro e pequenas empresas

Foto: Pexels

Em linha com o otimismo sentido na Black Friday, as micro e pequenas empresas esperam obter um aumento nas vendas de Natal e começar com o pé direito o próximo ano, que indica uma retomada de negócios e um “novo normal”.

No entanto, para que os empreendedores consigam atender ao aumento da demanda, muitas vezes aquecida por aspectos como: o pagamento do 13º salário e as férias coletivas, a organização precisa ser parte fundamental das operações.

Pensando em ajudar os empresários nesse sentido, a vhsys, fornecedora de plataforma de gestão para micro e pequenas empresas, levantou algumas dicas:

• Fluxo de caixa

A atenção ao fluxo de caixa é o que vai permitir que o empreendedor atenda aos seus clientes com estoque de produtos e também às demandas financeiras do seu negócio.

“A pandemia mostrou que ter um fluxo de caixa saudável é vital. Por isso, para o próximo ano, é crucial que esse aspecto se torne uma das prioridades para os empreendedores. Mesmo que o período indique retomada, é importante estar preparado para adversidades e se manter forte na recuperação dos negócios”, explica o head de vendas da vhsys, Valdemar Eleuterio Junior.

• Estoque

O controle de entradas e saídas de produtos é fundamental para a total percepção do negócio e para o conhecimento do que está ou não dando certo. “O controle de estoque é extremamente necessário para conseguir atender os clientes e para ter os produtos corretos.

Isso porque não adianta um estoque gigantesco de produtos que não tem giro. Por isso, fazer uma análise e entender quais são os itens com mais venda e, a partir disso, se preparar para o ano-novo é fundamental”, diz Junior.

Para os produtos acumulados e com dificuldade de saída, o executivo explica que o melhor caminho é investir nas promoções ou vendas no preço de custo no início do ano.

• Novos espaços

Os novos canais de venda ganharam força com a pandemia, tendo em vista que o consumidor passou a comprar mais de maneira online. O que antes era “algo do futuro” passou a ser parte da vida de milhares de brasileiros em um curto período de tempo, gerando certa insegurança em alguns empreendedores.

“O ideal é que os empreendedores invistam cada vez mais em diferentes espaços – como market places, WhatsApp e redes sociais. Isso amplia a facilidade de atingir e conversar com novos públicos. Diante de uma retomada de negócios, permanecer somente com o comércio físico é uma estratégia bastante arriscada”, explica o head de vendas da vhsys.

• Tecnologia

A peça-chave para a organização dos processos e para a retomada dos negócios é a tecnologia. Ter todas as informações na palma da mão, de maneira simples e integrada, e gerar conteúdos de análise assertivos são apenas alguns exemplos do que as ferramentas digitais podem levar para as empresas.

“Obter um programa de gestão que reúna, de maneira automatizada, todas as principais funções do dia a dia, como fluxo de caixa, controle de estoque, geração de notas fiscais e visibilidade, em novos espaços, é de extrema importância. Isso ajuda o empreendedor a ter uma visão completa do seu negócio e a elaborar o melhor planejamento.

Além disso, as ferramentas ajudam no ganho de tempo, de precisão e a evitar a geração de custos desnecessários, já que auxiliam na redução de erros em cada processo”, diz Junior.

Campanha Abrace o Novo

Para contribuir com as micro e pequenas empresas nas novas estratégias e nas oportunidades de 2022, a vhsys lançou a campanha Abrace o Novo.

Durante a ação, a companhia está com descontos de 5% e 15%, no seu sistema de gestão, para novas assinaturas nos planos trimestral e anual respectivamente. Para conferir os detalhes, clique aqui.

Comentários