Notice: Undefined variable: base in /var/abrasel.com.br/revista/site/templates/head.inc on line 54

Por Valerio Fabris

Foto: Psilva

Iniciou-se o intensivo ciclo endógeno, que se estenderá até 2025. Ao longo de seus 35 anos de existência, a Abrasel tornou-se a voz de mais de um milhão de estabelecimentos espalhados nas ruas de todo o país. Projetou-se, também, como uma das dez mais influentes instituições empresariais do Brasil.

A seguir, ficou acessível ao mundo inteiro com a sua plataforma digital. Como fecho dessa escalada, obteve um extenso colar de vitórias, até então inéditas, para os empreendedores e a sociedade brasileira.

O endógeno é o que está no interior do interior de um organismo, assim como o vulcão encontra-se no interior da terra, e a polpa está no interior da fruta. Os fatores externos são exógenos – de fora do organismo dos negócios ou das pessoas influenciam no seu desenvolvimento, seja por motivos ambientais ou culturais. Dentro das empresas, a qualidade ou a má qualidade da endógena condução gerencial é um fator imediato para o sucesso ou insucesso dos negócios.

A ênfase no diálogo cotidiano com os empreendedores e o empenho no desmonte do estado regulador e cartorial

As circunstâncias exógenas influenciam no sucesso ou insucesso dos negócios, a começar pela burocracia estatal. No campo dos fatores externos à empresa, a Abrasel obteve um rol de conquistas com o seu protagonismo, no Planalto Central, com vistas à melhoria do ambiente de negócios no Brasil.

Diz o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci: “Daqui para frente, o empenho continuará com a mesma intensidade e abrangência, mas, simultaneamente, colocaremos o foco na sobrevivência e na prosperidade sustentável dos negócios de todos os portes”.

Prossegue ele: “Entraremos na raiz dos negócios daqueles que nos solicitam orientação e apoio, com metodologia e transferência de conhecimento, por meio de avançadas ferramentas gerenciais, entre elas a inteligência artificial. Somos uma entidade muito sinérgica, e assim continuaremos a ser. Passamos, agora, a dar redobrada atenção especial àquilo que estamos chamando de entrega de valor, propiciando resultados positivos aos empreendedores. Somos um setor guiado pelo presencial, pelo relacional. Ao mesmo tempo, utilizaremos tecnologia, no máximo possível, a nosso favor, a favor do país”.

A conclusão de Solmucci é que a “essência, o âmago, as entranhas, o organismo e a espinha dorsal da Abrasel são, a partir das ruas, os empreendedores, os impulsionadores do desenvolvimento do país e da melhoria de qualidade de vida do povo brasileiro”.

O alargamento dos múltiplos fluxos de interação da Abrasel com os empreendedores, e vice-versa, constituem-se em um conjunto de rotas que passou a ser denominada de ‘jornada essencial”. Isso porque vai à principal razão de ser, ao miolo, ao endógeno do setor da alimentação fora do lar.

“A marca Abrasel expressa a consistência da nossa caminhada, o conjunto dos nossos atributos”

“Tudo o mais”, reitera Solmucci, “continuará como as prioridades já consagradas pela Abrasel, sejam nas ações voltadas à reputação e à influência da nossa marca, seja em todas as nossas sucessivas movimentações em prol trabalho institucional de simplificação e melhoria do ambiente de negócios”. Adicionalmente, a Abrasel tem mantido, durante décadas, duas fortes vertentes de interação, uma com o mundo oficial e outra com os empresários e a sociedade em geral.

No primeiro caso, está presente nos fóruns municipais (audiências públicas nas Câmaras de Vereadores e conselhos das cidades), estaduais e federais (aí incluindo o Conselho Nacional de Turismo e a Frente Parlamentar de Comércio, Serviços e Empreendedorismo).

No segundo caso, a Abrasel realiza 15 grandes eventos nacionais/regionais, além de ser ativa parceira da Fispal, em São Paulo, e da NRA Show, a feira internacional, anualmente realizada, em Chicago, pela National Restaurant Association.

“Temos o zelo de, por acréscimo, estarmos presentes nos eventos promovidos pelos terceiros que são, direta ou indiretamente, conectados com o nosso setor. É em função dessa inserção em todo o espectro de ‘stakeholders’ (partes interessadas) que criamos um ambiente de credibilidade e confiança, nos âmbitos empresarial, comunitário e das esferas públicas. Embora tenhamos uma equipe enxuta, contamos com o apoio, em Brasília, de dois experientes e competentes assessores, que se dedicam, respectivamente, às áreas institucional e de relações governamentais”.

Uma era de novos avanços em Brasília, e um mergulho profundo na cultura de resultados, lado a lado com os empreendedores do setor

A Abrasel coleciona uma enorme relação de conquistas. Entre elas, a regulamentação do contrato de trabalho intermitente, a MP da Liberdade Econômica, as elevações nos limites do Supersimples, a supervisão do Banco Central nos meios de pagamento, a partir de 2013 (até então, empresas de cartões de crédito atuavam sem qualquer limitação), a MP de socorro aos empreendedores da alimentação fora do lar, durante a pandemia.

De agora em diante, além de prosseguir nas causas voltadas à redução dos fatores exógenos que afetam as empresas, tendo como ponto central a redução da burocracia e das interferências do Estado, a Abrasel potencializa a abordagem endógena, sobretudo no que diz respeito à gestão inovadora dos serviços, produtos e processos, desde o nascimento das empresas até sua maturidade. Ao decidir montar um restaurante, por exemplo, o empresário poderá contar com os dados de geolocalização, advindo da inteligência artificial Abrasel.

Saberá, assim, qual é o bairro da cidade que apresenta melhor demanda para o tipo de cardápio que o investidor pretende adotar, quantos potenciais concorrentes existem na área, qual o custo do aluguel, em relação a outras regiões da cidade, e se o plano diretor urbano permite a implantação do restaurante naquele lugar escolhido. “Por meio da AVA (a inteligência artificial da Abrasel) orientaremos o empresário na escolha do arquiteto, recomendando-lhe nomes já selecionados por nós”.

A retaguarda de assessoramento da Abrasel, via inteligência artificial, poderá ser disponibilizada aos empresários de quaisquer portes, mas sobretudo aos pequenos, que queiram realizar melhorias físicas em seus estabelecimentos.

“A AVA poderá atender à demanda de um empreendedor”, discorre Solmucci, “que queira reformar o banheiro”. Além de passar a lista dos arquitetos recomendáveis, serão indicadas as alternativas disponíveis para o financiamento da obra.

No mergulho endógeno da Abrasel, o valor maior que se entrega aos empreendedores é o desenvolvimento de uma cultura de resultados. Por menor que seja o empresário, ele terá meios de se engajar nas mais contemporâneas estratégias de negócios, utilizando ferramentas como as do marketing digital, com o respaldo da AVA, a inteligência artificial. “O nosso desafio é o desafio de todo o setor”, enfatiza Solmucci. “Estamos em uma jornada infinita. Sempre será possível simplificar, melhorar ainda mais o empreender e o viver. Com essa dimensão, o nosso desafio torna-se imensamente prazeroso. Estamos irmanados no esforço de se fazer um país melhor”.

Comentários