Notice: Undefined variable: base in /var/abrasel.com.br/revista/site/templates/head.inc on line 54

Cada vez mais presentes na inovação, mulheres revelam suas habilidades em liderança e setor tem 40% delas nos cargos de gestão

Foto: divulgação

Mais produtivas, lucativas e com equipes engajadas mesmo em situações difíceis. Esses são apenas alguns resultados que estudos globais – como o realizado pela Harvard Business Review, em 2020 - apontam para as vantagens da liderança feminina.

Resilientes e cada vez mais preparadas, elas se destacam também no mercado de inovação e já estão em mais de 40% dos cargos de gestão, de acordo com a 100 Open Startups.

Exemplos práticos para os estudos não faltam, e eles estão em diversos segmentos para os quais as empresas de inovação desenvolvem soluções e produtos.

Nomes como Cristina Junqueira (Nubank), Silvia Penna (Uber Brasil) e Claudia Woods (WeWork) são apenas alguns dos nomes que inspiram mais profissionais na busca por reconhecimento.

Na área de travel techs, Daniele Amaro, CEO da Paytrack, comandou o posicionamento do negócio, que em 2021 recebeu aporte de R$ 8,5 milhões e está hoje entre as marcas de tecnologia para gestão de viagens e despesas que mais crescem no país.

Para a executiva, o setor em que atua deve avançar cada vez mais no que diz respeito à liderança feminina, já que atualmente 12,5% das travel techs globais possuem mulheres à frente, segundo a Belvera Partners.

“A equidade de gênero é comprovadamente benéfica para o avanço das organizações e as mulheres têm se destacado pelas entregas que realizam, através de perfis que engajam os colaboradores, com um olhar muito voltado para o propósito dos negócios, sem esquecer das pessoas que fazem parte deles. Vejo este movimento como uma constante e temos mais líderes mulheres em destaque no cenário da inovação, em ações para o avanço do ecossistema e em eventos de referência”, diz.

A Paytrack é uma empresa brasileira focada em soluções para gestão de despesas e viagens corporativas. Fundada em 2017, já tem mais de 300 empresas como clientes, que podem cotar passagens, validar comprovantes de alimentação e transporte e manter total controle sobre a política de reembolsos, com gestão antifraude, agilidade e melhor experiência ao usuário.

Daniele Amaro, CEO da Paytrack, empresa brasileira focada em soluções para gestão de despesas e viagens corporativas. Foto: divulgação

Daniele é presença constante em agendas que discutem novidades para o segmento de travel techs e do mercado de tecnologia brasileiro. Além de mentora de programas de aceleração de startups, como o StartupSC e o Startup Weekend, a Live Latin America Community Travel and Events e Startupi Innovation Tour.

“O aumento da presença feminina na inovação é justamente o fomento de conhecimento, o crescimento das comunidades de compartilhamento e os exemplos que temos visto de mulheres, sem filtro. Mas queremos dar destaque às nossas entregas, que falam por si só”, salienta a CEO da Paytrack, onde mulheres ocupam as diretorias de Customer Experience e Finanças e coordenam setores de Performance, Desenvolvimento de Pessoas e Qualidade.

O futuro é tech e elas estão fazendo história

Enquanto no cenário global 32% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres, no Brasil as empresas comandadas por elas já chegam a 64%, de acordo com estudo da consultoria global Adecco.

E a equidade não é apenas fruto da reivindicação por reconhecimento, mas uma resposta à lucratividade que as mulheres entregam em seus negócios: ainda segundo a consultoria, se elas tivessem ganhos iguais aos homens, haveria um aumento de US$ 172 trilhões na riqueza global.

Os atributos de cuidado, empatia e maior diálogo são apontados como fatores para maior eficácia na gestão delas de acordo com a S&P Global, mulheres foram capazes de aumentar as ações de empresas que lideram em 20% em apenas dois anos. Assim, os próximos anos devem ser de protagonismo feminino, com o engajamento necessário de times mais conectados e bem direcionados.

Somente em 2020, a Paytrack transacionou mais de R$ 475 milhões em viagens e despesas corporativas. Os softwares da companhia proporcionam redução do tempo de conferência de relatórios de despesas, e de custos através da validação de despesas. As empresas podem, inclusive, controlar e gerenciar o reembolso de gastos dos profissionais em home office.

Crédito: Empreendedor

Comentários