O momento é de encerramento e pensando em passar a régua, chega a hora de fazermos as contas do que vivenciamos e conquistamos no ano de 2019. O nosso país foi assolado por notícias de violências, crises políticas e alta do dólar, mas mesmo diante dos problemas, o setor da alimentação fora do lar teve um crescimento real de 2%, o que representa um aumento no número de empregos e uma contribuição significativa no produto interno bruto.

Outros resultados foram as mudanças de comportamento: os clientes passaram a consumir cada vez mais através dos aplicativos de entrega e passaram a fazer mais transações online.

A régua precisa medir o que tivemos de positivo e o que deixamos a desejar, precisamos analisar se gerimos o nosso ganha pão de modo a acompanhar esse crescimento. Se não crescemos nesse mesmo ritmo, indica que algo está errado internamente e que oportunidades precisam ser aproveitadas.

Portanto, donos de bares, restaurantes, lanchonetes e similares precisam criar diferenciais que estimulem as pessoas a saírem de casa e desejarem estar no seu estabelecimento. Esse ambiente favorável não é fácil de ser criado e demanda criatividade, bom atendimento, excepcional qualidade e impecável gestão.

Vemos que um novo ano sempre começa com planos, desejos e metas, mas, ao longo dos dias, isso vai sendo esquecido. Assim, além de fazermos o encerramento, devemos planejar o que será feito a partir dessas informações.

Afirmo, portanto, que a educação é a única forma de chegarmos no patamar desejado de preparação e lucratividade e, mediante a mudança cultural dos clientes, os donos de restaurantes e bares precisam mudar também a sua cultura buscando capacitação.

A cozinha mudou também! O porco virou estrela, os chefs se tornam celebridades, as redes sociais divulgam milhares de pratos como se fossem modelos, mas o sabor e a sensação do prazer de se sentar a uma boa mesa de bar nunca deixarão de ser o desejo de todos os clientes.

Que o fim de 2019 seja marcado pelo desejo de melhorias e que o fechamento dessas contas seja a possibilidade de novos motivos para se comemorar. Que os dez por centos destinados como gorjetas no final da noite sejam o crescimento do nosso setor em 2020.

PROFESSOR PEDRO HENRIQUE OLIVEIRA
PH GESTÃO PARA RESULTADOS
Belo Horizonte, 18 de Dezembro 2019

Comentários