abrasel

De acordo com o presidente da Abrasel no estado, Thiago Falcão os dados mostram o peso do setor de alimentação fora do lar na movimentação da economia alagoana, principalmente em Maceió



O mar azul turquesa e as imponentes lagoas que cercam a capital alagoana garantem ao destino não somente paisagens exuberantes, mas também grande vocação gastronômica. Sabores que se misturam do litoral ao sertão, tradições seculares e técnicas internacionais fazem da gastronomia um dos principais cartões de visita de Maceió e o segundo motivo pelo qual os turistas escolhem visitar Maceió, como apontam pesquisas realizadas pela Secretaria Municipal de Turismo (Semtur).

Representada por uma oferta diversificada de bares e restaurantes e uma safra de chefs premiados, a gastronomia de Maceió se destaca como um importante indutor de fluxo turístico e impulsionador da economia local. De acordo com dados da Abrasel em Alagoas, o segmento gerou um impacto econômico de aproximadamente R$ 92 milhões na capital no ano passado. O montante se refere aos 350 associados, responsáveis pelo emprego direto de 8.604 funcionários.

"A gastronomia é um dos pontos fortes para o turismo de Maceió e temos hoje chefes e restaurantes de muita qualidade. Nós ficamos felizes com o crescimento do setor e temos ações importantes para promover ainda mais a gastronomia local, como a parceria da Abrasel com festivais, guia gastronômico e o Natal dos Folguedos. Isso movimenta a capital e aquece a nossa economia, porque atrai turistas e os próprios maceioenses e alagoanos que curtem os sabores da nossa região", avaliou Rui Palmeira.

A valorização da rica gastronomia alagoana é uma das premissas do Turismo de Maceió. Segundo o titular da Semtur, Jair Galvão, a culinária local dinamiza a atividade turística, além de gerar emprego e renda para a população maceioense. "A gastronomia tem ascendente protagonismo na atividade turística e movimenta não somente o mercado de alimentação fora do lar, mas diversas outras cadeias produtivas interligadas. Por isso, há um trabalho sinérgico da Prefeitura de Maceió com a Abrasel para fortalecer ainda mais o setor por meio do turismo, dada à importância do atrativo na tomada de decisão do viajante que escolhe vir para Maceió", destacou.

De acordo com o presidente da Abrasel no estado, Thiago Falcão, o setor atualmente representa quase 50% do volume de empregos gerados no turismo nacional, sendo a alimentação fora do lar responsável por quase um terço do PIB brasileiro. "O turismo foi a grande saída da economia de Maceió diante da crise econômica e a gastronomia é um dos mais importantes segmentos da atividade turística. Os dados mostram o peso do setor de alimentação fora do lar na movimentação da economia alagoana, principalmente em Maceió, onde temos 90% dos associados, com a geração de emprego, oportunidades e renda em diversas cadeias produtivas", pontuou.

Seja por meio de festivais gastronômicos que inserem Maceió no circuito dos grandes centros urbanos, seja pelos novos produtos turísticos que valorizam a culinária e os ingredientes alagoanos, a cozinha local ganha projeção nacional e internacional. Eventos promovidos pela Prefeitura de Maceió em parceria com a Abrasel, a exemplo do São João e do Natal dos Folguedos, além de materiais informativos como o Guia de Bares e Restaurantes, fortalecem a experiência turística e influenciam na tomada de decisão do viajante na escolha do destino.

Aliados a festivais especializados realizados pela Abrasel, que contam com apoio da Semtur, como o Brasil Sabor, De Bar em Bar, Sabores de Alagoas, além de eventos voltados para o desenvolvimento e qualificação do setor de bares e restaurantes, como a Semana do Conhecimento, os produtos turísticos com apelo gastronômico colocam Maceió em posição privilegiada, com diferencial de competitividade em relação a outros destinos.

Fonte: Gazeta Web

Comentários