abrasel

Mesmo sem a craque Marta na escalação de estreia, a torcida brasileira marcou presença em bares e restaurantes durante a partida contra a Jamaica

Além do velho estigma de que "futebol é coisa de homem", a estreia do Brasil contra a Jamaica, pela Copa do Mundo de futebol feminino, tinha na ausência da craque Marta outro pretexto para cair no descrédito da torcida. No entanto, em paralelo ao bom desempenho da atacante Cristiane em campo, torcedoras e torcedores se organizaram para prestigiar a seleção feminina na manhã deste domingo (9).

Em Fortaleza, a torcida marcou presença em bairros como o Benfica, Praia de Iracema e Varjota, a fim de acompanhar a partida que acontecia na França. Com a transmissão da TV Globo, o público acompanhava a narração de Galvão Bueno enquanto Cristiane fazia a diferença, marcando os três gols da vitória brasileira por 3 a 0.

Em um pequeno bar na Praia de Iracema, a movimentação de torcedores foi intensa. A jornalista Marina Ratis (34), frequentadora habitual do estabelecimento, assistia pela primeira vez um jogo da seleção feminina. "Não sou a louca do futebol, mas ontem, conversando com um amigo, a gente comentava como elas jogam com mais garra (em relação ao masculino). O masculino virou um grande negócio", observa.

Embora se tratasse do time nacional, o clima de patriotismo na torcida era comedido: poucos torcedores vestiam verde e amarelo, um cenário bem diferente em relação à torcida pela seleção masculina.

Em Campo Grande (MS), alguns bares também mudaram o horário de funcionamento para receber a torcida. Algumas universitárias até criaram um grupo para reunir outras mulheres interessadas em assistir o jogo. No Bar do Batata, um estabelecimento próximo a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), o dia de folga da proprietária Grazielle Soares Neves, de 42 anos, foi adiado para atender os pedidos dos torcedores, que ajudaram a organizar as mesas e cadeiras, de frente para a TV.

Após a vitória contra a Jamaica, o Brasil joga contra a Austrália na próxima quinta (13), às 13h. Na sequência, o time feminino enfrenta a Itália no dia 18, às 16h.

* Com informações do Diário do Nordeste, O Povo e Top Midia

Comentários